CIENTEC
Concurso Público de Arquitetura do Parque Tecnológico da Região Metropolitana de Porto Alegre no Campus da CIENTEC

Data:
Junho/1999
Área Construída: 25.176,15m²

Local: Cachoeirinha - RS

Equipe: Arq. Moacyr Moojen Marques, José Carlos Marques, Arq. Sergio MMarques,Arq. Léo Ferreira da Silva Col. : Arq. Valeria O. Peralta, Acad. Arq. Francine Ramil, Acad. Arq. Alessandra Delazeri.
Complementares: Eng. Raul R. Faillace, Eng. Quím. Cláudio A. Hanssen, Eng. Agrônimo Júlio C. Volpi. Magna Engenharia Ltda.: Eng. Adejalmo F. Gazen,
Eng. Jacira E. Oliveira, Eng. João P. Schleder, Eng. Mauro A. B. Vendrame, Eng. Luiz E. Piazza.

saiba mais sobre a etapa do concurso
Adequação às condições nativas do meio ambiente sob o ponto de vista ecológico, considerando as particularidades do terreno, hidrografia e vegetação nativa, intentando produzir condições para o estabelecimento da máxima bio?diversidade, evitando?se, o quanto possível, as áreas artificialmente tratadas bem como a implantação de espécies exóticas. Distribuição espacial das atividades configurando a forma mais harmônica possível com o meio ambiente encontrado, articulado à soluções mais avançadas sob o ponto de vista tecnológico, estabelecendo uma relação de reciprocidade entre ecologia e tecnologia. O conjunto urbanístico, em área de 25 há, é composto de lotes de 2.000 M2 dispostos em forma de tenaz, no perímetro da área, com amplas aberturas destinadas a permeabilidade com a paisagem circundante; lotes de 1.200 m2 destinado a implantação de laboratórios próximo ao condomínio industrial e área alagadiça reservada como receptáculo das águas de superfície e tratamento de esgotos, mais duas edificações destinadas ao apoio administrativo, localizada em platô?belvedere na cota mais alta do terreno e o condomínio industrial respectivamente. O partido é estruturado segundo um sistema de eixos de composição que procuram articular os elementos desse projeto com o sistema viário, as edificações existentes e o contexto natural. Um eixo principal no sentido norte sul, ordena o sentido de entrada na área, através do edifício administrativo que faz as vezes de edifício pórtico, a partir do centro geométrico da avenida de acesso a área, existente, de forma circular.

* O Edifício Administrativo, com aproximadamente 2.100 m² distribuídos entre auditório para 300 pessoas, biblioteca, praça de alimentação e serviços, alojamento e setores administrativos e de apoio, organiza?se a partir de uma rua interna que estabelece o ingresso de pedestres ao Parque e as conexões internas do edifício Como espaço de recepção do parque busca, através de um sistema construtivo racional determinado por uma modulação de 10,00m x 10,00m/ 5,00m x?5,00m/ 1,25m x 1,25m, estrutura e cobertura metálica, panos de vidro na fachada sul, panos opacos na fachada norte, brizes metálicos a leste e a oeste, uma imagem ligada a natureza do tema e da tecnologia.

* O Condomínio Industrial com partido em "H", é constituído de duas fitas de aproximadamente 2.400m² cada, que abrigam recintos de 10,00m x 10,00m destinados a encubar pequenas empresas, conectadas por um núcleo de serviços comuns. Cada uma das alas das fitas abriga uma circulação interna configurada por uma passarela cobertaque dá acesso de serviço a todos os módulos e conduz a zona de serviços. O sistema construtivo de pré?fabricação em concreto da estrutura e das placas de fechamento, com sistemas de ventilação natural da PREMOLD e as coberturas metálicas em shed remetem a imagem clássica do pavilhão industrial moderno. O jardim interno e a passarela translúcida estabelecem o contraponto do espaço configurado pela edificação de domínio semi?público.

Arq. Sergio Moacir Marques